O FUNDADOR

Nosso fundador, Glorieux, foi um sacerdote de grande sensibilidade social, um homem determinado com o ideal claro de ajudar o próximo. Por causa de seu trabalho em prol do pobre foi criticado, perseguido e caluniado.

Estêvão Modesto Glorieux, sacerdote belga de grande sensibilidade social, que se preocupou com a sorte dos pobres e desamparados.  Pelo fato de se ter empenhado tanto por eles e lhes ser tão próximo foi chamado de “Pai dos pobres”. Filho do casal, Etienne José Glorieux e Maria Rosa Buyssens, nascido em 03 de maio de 1802, em Sint-Denis, e falecido em 1872 em Smetled, Bélgica. Segundo filho, de um total de nove irmãos; cinco filhos e quatro filhas, das quais duas optaram pela Vida Religiosa, tornando-se freiras.

Desde cedo despertou e cultivou o dom da vocação e o desejo de servir os pobres. Suas características marcantes foram de um homem inspirado pelo evangelho, partindo do contexto social de seu tempo foi decidido, inovador e empreendedor. Contribuiu com a transformação da sociedade e da justiça social através de métodos novos de ensino e instrumentalização para o mercado de trabalho. Glorieux acreditava que não era suficiente dar esmolas, precisava ir além disto. As famílias necessitavam serem preparadas para encarar a nova realidade e superar a miséria.

Por causa de seu trabalho em prol do pobre foi criticado, perseguido e caluniado. As críticas, os mal entendidos tinham origem, inclusive, dentro da Igreja. Consideravam-no um padre fora dos padrões, um rebelde, um utópico. Viam com desconfiança sua atividade social e não gostavam de suas idéias no campo da vida religiosa, principalmente a idéia de que os irmãos deviam levar uma vida simples, cuidando do próprio sustento.

Ele foi um homem determinado com o ideal claro de ajudar o próximo. Biblicamente falando, foi inspirado na figura do bom samaritano (Lc 10, 25-37) que ao ver a realidade, sente compaixão e começa a agir, confiando na providência divina. Portanto, todas as suas ações pautavam-se nas obras de misericórdia encontradas na Bíblia (Mt 25, 35-45): eu estava com fome, e me deram de comer; eu estava com sede, e me deram de beber; eu era estrangeiro, e me receberam em casa, eu estava sem roupa, e me vestiram; eu estava doente, e cuidaram de mim; eu estava na prisão, e foram me visitar.





CONGREGAÇÃO DOS IRMÃOS DE NOSSA SENHORA DE LOURDES

Rua Dracena, 160 - Jardim das Alterosas 2ª Seção - Betim - MG - Cep.: 32673-246 - Fone: (31) 3511-2100